Se mantenha focado no futuro durante a Pandemia

“Empreendedores do futuro precisam focar em mercados, tendências e problemas, não em ideias”, diz diretor de centro de empreendedorismo.




Um dos maiores desafios que surgem antes de abrir um negócio próprio é definir o tipo de empreendimento – os empreendedores se questionam qual segmento atuar, como fazer, o que fazer, por onde começar. Porém, em artigo para a Forbes Bernie Schroeder, diretor do centro de empreendedorismo ligado à Universidade de São Diego, nos Estados Unidos diz: “Empreendedores do futuro precisam focar em mercados, tendências e problemas, não em ideias.”


O primeiro passo é se perguntar qual problema você está resolvendo. Por exemplo: você está numa festa em família e quer mostrar uma foto para uma tia, mas esqueceu o pendrive em casa e as fotos não estão no seu celular. O que fazer com esse problema? Bem, foi mais ou menos assim que surgiu o Dropbox, um serviço para armazenamento e partilha de arquivos na nuvem - o fundador da empresa precisava de um material que estava em um pendrive, que ele esqueceu em casa. Tcharam! Nasceu a organização avaliada em 18 bilhões de dólares.


O outro tópico que merece atenção, segundo Bernie, também especialista em criatividade e inovação, é acompanhar tendências. Podemos ver que de tempos de tempos algo novo surge e alguns (ou muitos) públicos as acompanham. Assim foi com as “barbershop”, ou barbearias com um ambiente mais rústico e cerveja. E com as lojas de cupcake. O que elas têm em comum: em determinadas épocas, era comum ver esse tipo de negócio aberto. Por quê? Os empreendedores viram que a tendência estava chegando ao Brasil e decidiram acompanhar. Hoje, vemos em alta restaurantes e marmitas veganas.


Além desses dois temas, Bernie fala de estudo sobre mercados – que para ele, é sinônimo de públicos. O autor explica que o objetivo é entender as pessoas para identificar os desejos delas e para onde elas irão. Ele cita aeração Z (nascidos de 1990 a 2010), Millenials (nascidos de 1980 a 1990), Geração X (nascidos de 1960 a 1970) e os Baby Boomers (nascidos de 1946 a 1964). Cada uma desses grupos têm diferentes vontades, características e vivências. Bem, definindo qual público você quer atingir, é hora de conversar com muitas pessoas desse determinado grupo e entender o que elas buscam, seja em relação à tecnologia, alimentação, saúde, beleza. A partir daí, você consegue iniciar a traçar o seu plano.


Pelo jeito, ao contrário do que muitos pensam, não é necessário “inventar a roda” para ter um negócio de sucesso, mas prestar atenção ao que está acontecendo a sua volta e também nos problemas que você mesmo, caro empreendedor, precisa lidar e não encontrou ainda uma resposta. E por fim, uma última dica do Bernie: seja sempre uma pessoa curiosa porque é a sede pelo conhecimento que vai te ajudar a tirar o seu negócio do papel ou alavancar ele.


FICOU COM DÚVIDAS?
0800 799 99 39 . contato@brasilmaisempreendedor.com